segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Galeria dos Mártires - Júlio Rocca

JÚLIO ROCCA
Mártir da Solidariedade
PERU * 01/10/1992

Júlio Rocca nascido em Isolaccia (Itália) em 30 de março de 1962.

Missionário leigo da organização jovem “Operação Mato Grosso”, que começa seu trabalho de solidariedade no Brasil, se estendendo para o Equador, Bolívia e Peru.

"Julito" como eles o chamam na comunidade, foi assassinado pelo grupo Sendero Luminoso no dia 01 de outubro de 1992, na paróquia de Jangas (Ancash - Peru), durante a realização de suas atividades de evangelização junto aos pobres região.

Na noite anterior ao assassinato um grupo de terrorista armado do Sendero Luminoso chegou na região da paróquia, e começou a aterrorizar os moradores.

Vendo apenas as mulheres, os terroristas tornaram-se muito irritado e começou a roubar tudo o que podiam encontrar.

Neste momento Júlio veio com outro voluntário. Ele estava convencido de que "poderia parar com essa loucura do terrorismo. Ele estava muito convencido do caminho oposto: a caridade, a bondade, a conversão pessoal, o caminho de Jesus, a verdadeira revolução em favor do povo, todos os povos", conta Michele, voluntária italiana que também trabalhou na paróquia juntamente com o marido.

Após uma troca de palavras, eles levaram Júlio apesar de sua resistência. Ele foi encontrado às três horas da manhã, com um tiro, abandonado na estrada.

Júlio tinha escrito dois dias antes ao bispo comunicando sua decisão de se tornar um sacerdote na diocese de Huaraz.

Monsenhor José Ramon Gurruchaga, Bispo de Huaraz, na Eucaristia disse depois de sua morte: "Seu objetivo final era responder a Jesus que o chamava insistentemente. Já havia preparado um cargo para ele na diocese, mas ... O posto está vazio. Que seu gesto. Seu coração. Vive ressuscitado em Deus Amor”. "Nossa dor pela morte de Julio é grande, porque ele era um colaborador da Igreja e do povo de Huaraz, trabalhou a serviço dos pobres...".

O nome de Júlio, amante da paz, do Deus da Vida e do povo peruano, já está escrito no livro dos mártires estrangeiros que deram suas vidas na América Latina.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir de pesquisa na internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário