quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Galeria dos Mártires - Daniel José Espicia Madera

DANIEL JOSÉ ESPICIA MADERA
Líder Campesino e Mártir
COLÔMBIA * 09/08/1989

Daniel José Espitia Madera foi assassinado a tiros no dia 09 de agosto de 1989 por homens armados que chegaram cerca das 6 da tarde em seu domicílio no distrito de Cantaclaro, Cidade de Monteria, capital do departamento de Córdoba.

Foi assassinado ao abrir a porta em frente aos setes filhos. Ele acabara de chegar de uma reunião de dirigentes sindicais em Córdoba.

Daniel era um membro ativo na Associação Nacional dos Camponeses (ANUC) onde exercia a função de tesoureiro e fazia parte de uma delegação Internacional da ANUC que viajou por vários países da Europa com o objetivo de denunciar a violação dos direitos humanos na Colômbia. No dia de sua morte, devia viajar para Bogotá para a reunião do Comitê Executivo Nacional da ANUC.

Daniel Espitia desempenhou um papel importante na denuncia das violações de direitos humanos na Colômbia, em particular pela denuncia por ele feito da matança dos camponeses ocorrido em Córdoba em 1988. 

Segundo os relatórios por ele apresentados, entre os mortos estava seu irmão José Erazo Espitia, e posteriormente seu pai Antonio Espitia foi assassinado dia 21 de junho de 1989 na região de El Tomate por pistoleiros desconhecidos.


Pouco antes de sua morte, Daniel participou do Congresso Nacional dos atingidos pela Guerra Suja, onde esteve como representante dos camponeses de Córdoba. Quando regressou do congresso no início de agosto de 1989 começou a receber ameaças de morte por escrito, presumidamente em consequência de suas denuncias das violações dos direitos humanos.

Daniel segue sendo exemplo do compromisso com as causas da vida para seu povo colombiano.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário