sexta-feira, 10 de março de 2017

Galeria dos Mártires - Pe. Reinan Valete

Pe. REINAN VALETE
Mártir das CEBs e do Movimento Popular
ANGICAL-BA - * 10/03/2013

Padre Reinan Valete, padre das CEBs, foi assassinado na Bahia.

Padre REINAN VALETE foi brutalmente assassinado na última noite, de 10 para 11/03/2013, casa paroquial da cidadezinha de Angical, Bahia. Padre Reinan Valete, 52 anos, 23 anos de sacerdócio, pertencia à Diocese de Ilhéus, BA.

Estava trabalhando na Diocese de Barreiras, BA, há 15 anos, onde era o coordenador das CEBs – comunidades Eclesiais de Base - da Diocese de Barreiras. Padre Reinan sempre dizia: “O caminho é as CEBs.”

Ele animava as lutas das CEBs, das pastorais sociais e dos movimentos populares na Diocese de Barreiras. A missa de corpo presente será às 16:00h, na Paróquia Senhora de Santana, em Angical, cidadezinha onde padre Reinan era pároco.

Dom Josafá Menezes, bispo da Diocese de Barreiras, presidirá a missa. Padre Reinan será sepultamento em Ilhéus, sua diocese de origem. Padre Reinan estava ajudando na preparação do XV Encontro diocesano de CEBs da Diocese de Barreiras que acontecerá dias 27 e 28 de julho de 2013.

Tinha, inclusive, convidado frei Gilvander Moreira para assessorar o Encontro de CEBs da Diocese, que terá como tema: Justiça e profecia a serviço da vida no campo e na cidade. Comovido digo: perdemos a presença física do padre Reinan, mas ele, agora, partilhando vida em plenitude, continuará vivo envolvido pelo infinito mistério de amor que nos envolve, Deus, e também continuará vivo no povo das CEBs, das Pastorais Sociais e dos Movimentos sociais populares que ele tanto amava, admirava e animava.

Exigimos que seja feita uma investigação séria para descobrir quem o matou e se houve mandantes. Se os assassinos foram jovens drogadas que padre Reinan tentava resgatar para a vida sóbria, os responsáveis últimos são os políticos que não estrangulam o tráfico de drogas e, cúmplices, deixam a droga correr solta no meio da juventude. É possível controlar e estrangular o tráfico de drogas, há tecnologia e polícia para isso, mas os políticos não fazem isso porque muita gente graúda lucra com o comércio clandestino da droga.

Logo, não basta responsabilizar somente quem matou, mas o Estado - e seus governantes - principalmente precisa ser responsabilizado. Abraço terno.


Frei Gilvander Moreira – www.gilvander.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário