quarta-feira, 8 de março de 2017

Galeria dos Mártires - Diniz Bento da Silva, 'Teixerinha'

DINIZ BENTO DA SILVA, “TEIXERINHA”
Mártir da Terra
CAMPO BONITO- PR * 08/03/1993

Diniz Bento da Silva, 'Teixerinha', liderança sem Terra, 47 anos, executado pela Polícia Militar do Paraná, em Campo Bonito, 8 de março de 1993, na ocupação da Fazenda Santana.

Durante a ocupação, os policiais foram até a fazenda acompanhar o madeireiro Adessir Cassol na retirada de máquinas do local. Por se tratarem de policiais à paisana (conhecidos como P2), os militares foram confundidos com pistoleiros, segundo a versão dos sem terra, que ainda alegaram que os policias teriam atirado primeiro, agindo assim em legítima defesa.

Na época, a PM fechou cerco ao acampamento dos sem terras e, segundo relatos de integrantes do movimento, torturou diversos ocupantes para que fossem revelados os envolvidos no incidente. Sete homens foram presos preventivamente e o líder dos sem terra Diniz Bento da Silva, o 'Teixeirinha' ficou foragido por cinco dias. Segundo denúncia do MST, após entregar-se desarmado aos policiais diante de testemunhas, Teixeirinha teria sido torturado e executado na frente da esposa e do filho de 13 anos no dia 8 de março de 1993.

Teu coração cruzava o largo poente
Como ave vigilante enxugando
O azul de todo silêncio.

Longe, num monte alto, uma redonda lua
Fazia desnuda a rosa para o mar.
Menino riscava o chão em agonia
Vazando a obesidade das estrelas.
A trepadeira extensa punha silêncio no sino
Enquanto a chuva triturava o trigo
Para o sul.

A tristeza cruzava como sombra no meridiano
Beijando a terra fria – e suas costuras.

Há um dia retido no vegetal que brotou
Por dentro da pedra.
Há um dia retido no sangue sedentário
Indelével adubo das sementes
Que recompõem a paisagem.

(Semente retém o verde com pranto
participa dos líquidos que lavam
as intimidades ancestrais da esperança).

- Um lápis desenha teu corpo sobre a terra
Crescendo urtigas no repouso da nuvem...

Texto elaborado por Tonny da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir de pesquisa na Internet e do Livro: Raízes, Memorial dos Mártires da Terra, de Jelson Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário