terça-feira, 29 de março de 2016

Galeria dos Mártires - Rafael e Eduardo Vergara Toledo

RAFAEL e EDUARDO VERGARA TOLEDO
Mártires da Resistência contra a Ditadura
CHILE * 29/03/1985

Eduardo, 20, e Rafael, 19, militantes cristãos, foram assassinados em Villa Franca, cidade de Santiago. 

A versão oficial é de “criminosos mortos em confronto”. Testemunhas afirmam ter visto os irmãos correrem desesperadamente, seguidos pela polícia. “Quando os irmãos foram alcançados, os policiais atiraram sem piedade”, relatou. Quando as balas acertaram o coração de Eduardo, Rafael voltou para socorre-lo, porém, outra rajada de bala o detém. Ainda vivos, os policiais os chutam brutalmente. Manuel e Luisa, seus pais dizem: “Nós queríamos transmitir valores, comportamentos de preocupação para com os oprimidos. Desde meninos os levávamos para as jornadas e manifestações. As motivações dos nossos filhos eram religiosas. Eles sabiam que viver o evangelho significava mudanças profundas no ser humano e na sociedade”.

Manuel foi presidente nacional da Juventude Operária Católica e com Luisa, membros da Comunidade Cristo Libertador e integrantes de organismos de direitos humanos. 

Manuel ainda conta: “Em 1982, começamos a sofrer repressão direta. Eduardo foi preso, espancado pela polícia e expulso da universidade. Rafael foi preso durante uma marcha, ferido no funeral de um residente de La Victoria e expulso da escola. Pablo, o mais velho, e Ana, a mais jovem, são presos e espancados. Em 1984, a nossa casa é invadida duas vezes. Nos roubam e quebram tudo. A cada ato de repressão, respondíamos com uma denúncia. Porque queremos justiça para nosso povo! Após o assassinato de seus irmãos, Pablo e Ana deixam o país. Suas cartas expressam ternura, dor e compromisso cristão. Até que Pablo entra clandestinamente no Chile e morreu em Temuco, pela explosão de uma bomba, depois de entrar para o Movimento de Esquerda Revolucionária”.

A Eucaristia em torno de Pablo é presidida por bispos e padres: “Estamos rezando para que Pablo nos dê coragem e força, para renovarmos a fé, a esperança e o amor fraternal, solidário...”, disse o Vigário de Zona Sul de Santiago, Felipe Barriga.

Rafael e Eduardo morreram em 1985 e Pablo em 1988. O sangue dos irmãos Vergara Toledo unido a de centenas de mártires irá florescer, trazendo paz e a justiça no solo chileno.

 Texto organizado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir da página: http://servicioskoinonia.org/martirologio/

Nenhum comentário:

Postar um comentário