sexta-feira, 18 de março de 2016

Galeria dos Mártires - Neftalí Liceta, Amparo Escobedo e Companheiros

NEFTALÍ LICETA, AMPARO ESCOBEDO e COMPANHEIROS
Mártires da Fé e do Serviço
PERU * 18/03/1989

Neftalí Liceta, sacerdote, Amparo Escobedo, religioso, e companheiros, testemunhas do Deus da Vida entre os pobres no Peru.

Neftalí, sacerdote indígena de 59 anos. Amparo, religioso de Serviço Social. Eles morrem em um acidente com dois aldeões, quando vão para celebrar a Semana Santa em Pirca, Huaral, uma comunidade indígena de 3.500 metros de altura. Comprometer-se com os pobres é percorrer seu caminho, até a morte.

Neptalí, depois de sofrer muitas incompreensões, é ordenado sacerdote aos 32 anos. Sua atividade pastoral é uma expressão clara de sua opção para com os marginalizados: os camponeses, desempregados, prostitutas, trabalhadores em greve. Odiado pelos poderosos, recebeu ameaças de morte e sofreu atentados contra sua vida. Ele não morre, porém, seus parentes sim.

Entristecido por isso, pede ao seu bispo para voltar à sua terra natal, Pirca, para percorrer o caminho de Quechua que abandonara para entrar no seminário. Volta ao trabalho manual e aceita as responsabilidades na comunidade. Redescobrir a religiosidade do povo. Entende que não se pode mobilizar a consciência indígena ignorando sua cultura. Em 1982, foi nomeado Coordenador da Paz e da Justiça, SERPAJ, Peru. Sendo coordenador, deve viajar, fazer denuncias, declarações. E por sua atuação em favor da Justiça e da Paz é acusado de comunistas por defender os camponeses, as vítimas da guerrilha, do exército e das forças de segurança.

Amparo, depois de caminhar junto aos camponeses, conhece Neftalí e, desde então, trabalham como uma equipe. Testemunhas privilegiadas do Deus da vida, morrem no mesmo acidente, juntamente com Juvenildo Pardo e Lila Poma. Com os pobres da serra, Sempre a Caminho e a Serviço.

Texto elaborado por Tonny da Irmandade dos Mártires da Caminhada,
a partir de pesquisa na Internet - http://servicioskoinonia.org/martirologio/

Nenhum comentário:

Postar um comentário