segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Martirológio Latino-americano - mês de fevereiro

Fevereiro

01/02/1832 – Augustín Farabundo Martí é fuzilado no cemitério geral de San Salvador, junto com Alonso Luna e Mario Zapata, nas vésperas da grande revolta camponesa.
01/02/1977 – Daniel Esquivel, operário paraguaio, membro da Equipe de Pastoral de Imigrantes Paraguaios na Argentina, mártir.
02/02/1976 – José Tedeschi, padre e operário, mártir dos imigrantes e favelados da Argentina, sequestrado e morto.
02/02/1991 – Expedito Ribeiro de Souza, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Maria, Pará, é assassinado.
04/02/1979 – Benjamín Didincué, líder indígena, mártir pela defesa da terra na Colômbia.
04/02/1979 – Massacre de Cromotex, Lima, Peru: seis operários mortos e dezenas de feridos.
04/02/1981 – Massacre de Chimaltenango, Guatemala: 68 lavradores mortos.
05/02/1976 – Julio San Cristóbal, dos irmãos de La Salle, detido e desaparecido.
05/02/1988 – Francisco Domingos Ramos, líder sindical em Pancas, Brasil, assassinado a mando dos fazendeiros.
06/02/1992 – Morre Sérgio Méndez Arceo, bispo de Cuernavaca, México, Patriarca da Solidariedade.
06/02/1993 – Pedro Medina – padre da diocese de Quilmes, Argentina, profeta da justiça entre os pobres.
07/02/1756 – Massacre de Sepé Tiaraju (São Sepé) e 1500 índios da República Cristã dos Guaranis, Caiobaté, São Guabriel, Rio Grande do Sul, levado a cabo pelos exércitos da Espanha e de Portugual.
07/02/1990 – Raynal Sáenz, padre, Peru.
09/02/1977 – Augustín Goiburú, médico, Paraguai.
09/02/1985 – Felipe Balam Tomás, religioso missionário, servidor dos pobres, mártir na Guatemala.
09/02/1995 – Diamantino Garcia Acosta, padre operário no campo andaluz, identificado sempre com os pobres, fundador do Sindicato de Operários do Campo.
10/02/1986 – Alberto Koenigsknecht, bispo de Juli, Peru, morto em acidente suspeito, devido à sua opção pelos pobres.
11/02/1990 – Massacre de Guancorita, El Salvador, aldeia de repatriados, hoje comunidade de Ignácio Ellacuría. Sofreu ataque do exército, que resultou em cinco mortos - quatro crianças e um adulto – e dezessete feridos.
12/02/2005 – Dorothy Stang, mártir da terra e da luta ecológica, é assassinada em Anapu, PA.
13/02/1976 – Francisco Soares, padre, mártir da justiça entre os pobres da Argentina.
13/02/1982 – Santiago Miller, irmão de La Salle, norte-americano, mártir da educação libertadora na Igreja indígena guatemalteca.
13/02/1989 – Alejandra Bravo, médica mexicana, quatro enfermeiras e cinco feridos salvadorenhos, assassinados em um hospital de campanha em Chalatenango, El Salvador.
14/02/1982 – Rick Julio Medrano, religioso e companheiro, mártires da Igreja perseguida da Guatemala.
15/02/1600 – José de Acosta, missionário, historiador e defensor da cultura indígena, Peru.
15/02/1966 – Camilo Torres, padre, mártir das lutas de libertação do povo, Colômbia.
15/02/1981 – Juan Alonso Hernández, padre, mártir do povo da Guatemala.
            15/02/1992 – María Elena Moyano, líder popular, mártir da paz e da justiça em Villa El Salvador, Peru.
16/02/1981 – Albino Amarilla, líder lavrador e catequista, morto pelo exército, mártir do povo paraguaio.
16/02/1985 – Alí Primera, poeta e cantor da justiça para o povo latino-americano, Venezuela.
16/02/1986 – Maurício Demierre, colaborador suíço, e companheiras camponesas, assassinados pela contra-revolução quando voltavam de uma via-sacra, na Nicarágua.
16/02/1992 – Mais de 10 cristãos, mártires da democracia, foram assassinados pelas tropas de Mobutu quando estavam numa manifestação pacifica pela reabertura da Conferência Nacional Soberana, símbolo do caminho para a democracia no país. Kinshasa, África.
17/02/1997 – Morre Darcy Ribeiro, escritor militante, antropólogo brasileiro, senador.
18/02/1853 – Félix Varela, lutador pela causa da independência cubana.
19/02/1590 – Bernardinho de Sahagún, missionário no México, protetor da cultura dos nossos povos.
20/02/1974 – Domingo Laín, padre mártir das lutas de libertação, Colômbia.
21/02/1934 – Augusto C. Sandino, líder popular nicaragüense é assassinado à traição por Somoza.
21/02/1965 – Malcom X, líder liberacionista afroamericano, é morto nos EUA.
21/02/1985 – Camponeses são crucificados em Xeatzan, no meio da Paixão sofrida pelo povo guatemalteco.
22/02/1990 – Lavradores mártires de Iquicha, Peru.
25/02/1982 – Tucapel Jiménez, 60 anos, mártir das lutas dos sindicalitas chilenos.
25/02/1985 – Guillermo Céspedes Siabato, militante cristão e revolucionário, mártir da luta do povo colombiano.
25/02/1987 – Morre assassinado o índio toba Caincoñen, por defender sua terra, em Formosa, Argentina.
26/02/1550 – Antonio de Valdivieso, bispo da Nicarágua, mártir na defesa dos índios.
26/02/1965 – Jimmie Lee Jackson, ativista negro dos direitos civis, é morto a pancadas pela polícia.
26/02/1992 – Morre José Alberto Llaguno, bispo, apóstolo inculturado dos Tarahumara, México.
27/02/1989 – O “caracazo”, revolta social com 400 mortos e 2000 feridos. Em 15 de junho de 1999, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos decidiu processar a Venezuela perante a Corte Regional.
27/02/1998 – Jesús María Valle Jaramillo, 4º presidente assassinado da Comissão dos Direitos Humanos de Antioquia, Colômbia.
28/02/1985 – Guilermo Céspedes Siabato, leigo dos Cristãos pela Socialismo e das CEBs, inicialmente operário e em seguida professor e poeta. Assassinado pelo exército enquanto jogava futebol.
28/02/1989 – Teresita Ramírez, religiosa da Companhia de Maria, assassinada em Criatales, Colômbia.
28/02/1989 – Miguel Angel Benítez, padre, Colômbia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário